Luciano Siqueira

lcnsqr.com



Menos abrangente que a Certificação LPI nível 1, o propósito da Certificação Linux Essentials é definir o conhecimento básico necessário para o uso competente de um desktop ou dispositivo móvel com o sistema operacional Linux instalado.

A certificação é oferecida pelo Linux Professional Institute, o primeiro e maior organismo de certificação Linux do mundo neutro em relação a fornecedores. Com o apoio de uma rede global de afiliados, o LPI trabalha para aumentar a conscientização sobre o poder das tecnologias de código aberto e, ao mesmo tempo, ajudar a garantir que os profissionais de TI tenham as habilidades necessárias para serem competitivos no ambiente de trabalho global. Mais informações sobre o LPI e como obter suas diferentes certificações podem ser obtidas em lpi.org.

A partir da minha bem sucedida experiência com os livros preparatórios para as certificações LPIC-1 e LPIC-2 – que podem ser encontrados em lcnsqr.com/livros – escrevi o material que segue dentro da mesma perspectiva. De maneira sucinta, procurei explicar cada aspecto exigido na lista de objetivos para a certificação, que pode ser encontrada no último capítulo. O exame para a Certificação Linux Essentials é composto de 40 questões. Em cada um dos tópicos e subtópicos há a indicação do seu respectivo peso, indicando quantas perguntas sobre o assunto constarão na prova.

O primeiro tópico, A comunidade Linux e a Carreira Open Source, é basicamente a exposição do que é Software Livre/Código Aberto e sua história. Já os demais tópicos abordam o objetivo maior de qualquer aprendizado em Linux: trabalhar com a linha de comando e conhecer as principais ferramentas e configurações de um sistema Linux/Unix.

Para um usuário habituado à interface de janelas e operação com o mouse, utilizar a linha de comando pode parecer ultrapassado e difícil. Espero que com a leitura desse material ele possa mudar essa perspectiva, compreendendo que para algumas tarefas é bastante conveniente abdicar de certas facilidades para obter maior controle e profundidade.

O material está estruturado de acordo com os tópicos exigidos na Certificação. Os pesos que aparecem abaixo de cada tópico correspondem à quantidade de perguntas sobre aquele tema que o candidato vai encontrar na prova. Comandos e listagens de código são apresentadas em formato fixo. É importante observar que comandos de root possuem o caractere # a frente, enquanto que comandos de usuários comuns possuem o caractere $. Mais detalhes são fornecidos ao longo do texto.

Qualquer distribuição pode ser utilizada para praticar os conteúdos abordados, o que é muito importante para o aprendizado. Recomendo utilizar a distribuição Debian, www.debian.org, ou CentOS, centos.org. Instruções de instalação podem ser encontradas nas respectivas páginas das distribuições. Como opção, é possível experimentar um ambiente Linux básico diretamente no navegador, no endereço https://vfsync.org/vm.html.

Espero que o material seja útil para os todos os interessados. Envie suas dúvidas, sugestões e críticas para .